Da vida que segue.

Uma atualização sobre minha história recente.

Do Blog

Recentemente eu hospedei novamente o blog num serviço privado. Acho que a energia que desprendi escrevendo os posts daqui merece ser bem acomodada. Um hoster privado me dá maior liberdade além do direito de cobrar qualidade das pessoas contratadas.

O template está sendo frequentemente modificado. E assim será até que eu encontre um que me agrade e atenda às expectativas do que é feito por aqui.

Aos poucos estou voltando a escrever. Muito do que escrevo, agora escrevo como rascunho. Muito do que escrevo adormece entre os rascunhos e por lá fica... Mas para além da escrita, meu trabalho está sendo organizacional "embaixo do capô" do blog.

Da vida

Larguei o curso de Engenharia Civil. Sete, quase oito períodos concluídos.

Desde sempre não me identificava com o curso. Continuei meio que por minha covardia da pressão familiar. E ia tentando me convencer que era o melhor pra mim...

Um dia não deu mais. Acordei com a ideia fixa de que precisava sair dali urgente. A vida é curta e eu pretendo dar uma utilidade ao pouco tempo que me resta. Engenharia Civil, por algum motivo, não se encaixava nesse escopo.

Comecei a peregrinar pelos cursos que mais me chamavam atenção. Dentre todos um vale a pena ser mencionado: Engenharia Mecânica. Sempre admirei o profissional Engenheiro Mecânico para além da glória acadêmica pessoal de superar a grade curricular. É uma área de conhecimento linda e extremamente abrangente. Desejei ser Engenheiro Mecânico.

A conversa com meus pais foi difícil. Até hoje acredito que a ficha não caiu pra eles. Em um dia específico, peguei meu pai de bom humor e consegui dele, claramente obrigado, uma conversa honesta. Ele perguntou o que eu gostava de fazer... E eu programo nas minhas horas vagas. Eu mantenho esse blog nas horas vagas, além de frequentar Online Judges. Expliquei de um jeito que ele entendesse e, pra minha surpresa, a resposta veio em uma pergunta meio perturbadora. "Porque tu vai entrar pra Engenharia Mecânica se tu gostas mesmo de programar? O que te garante que vais gostar de Engenharia Mecânica?". Meio que perdi a reação nessa hora. De fato, toda a motivação que tenho pra fazer EngMec veio da minha pobre experiência em EngCivil. Por que trocar o certo, em termos de satisfação pessoal, pelo duvidoso? No mesmo dia comecei a pesquisar sobre as áreas de graduação em TI e computação.

Minhas aulas em Ciência da Computação estão pra começar daqui a 1 semana. Acho que até hoje meu pai se arrepende da pergunta que fez... Não sei.

Então, com essa mudança de ares, mais do que nunca este blog será espaço de tecnologia e de informação nas áreas correlatas a Informática.

Espero estar à altura da qualidade que merece todos aqueles que acompanham este meu espaço decrépito.

No mais, um grande abraço!

    Autor: Mejnour

    Estudante do Universo.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *